Rue du Canivet

Foi assim : no final de semana acordei cedo sábado às 11:00, comprei frutas e umas revistas pra ler no banheiro. Encontrei Jofre que me falou do show do Palhoça desta noite no parque norte as 20:00, falou que ia levar os amigos dele (que são também meus amigos), falou que precisava me mostrar uma musica dia desses, que era um blues e que começava assim: “Pássaro perdido, senta junto a mim e fala dos amoreeees…”. Prometi que iria na casa dele escutar o resto e levar minhas letras, que são na verdade poemas (ha também sonetos e outros ABAB de menor beleza) que jurei jamais mostrar pra ninguém. Em casa liguei o radio e a televisão, a belezoca ainda dormia, lavei a louça e molhei os cabelos. No radio se ouvia “Les étrangers au bout du monde, si differents…” e na tevê a série americana sobre palhaços em Las Vegas. Lavei a louça, enxuguei os cabelos e peguei o violão. Toquei sete musicas, três nacionais e quatro estrangeiras, a corda ré (D) desafinada do resto, porque é de nylon e as outras de aço inoxidável. Sequei os cabelos, a belezura ainda dormia, liguei pro Amaury que conhece o Jofre e os amigos dele e que é um amigo meu e mora a duas quadras e perguntei o que ele estava fazendo, se queria dar uma volta e tomar umas. Mesmo que não quisesse, não deu a entender e quis. Escovei os cabelos, limei os dentes e desci.

Amaury estuda medicina e sonha ser escritor. Leva consigo um bloco de notas quadriculado onde anota seus mais profundos pensamentos. Me mostrou um poema escrito todo em latim e que falava de uma menina diferente, dessas que não existem mais. Me pediu pra dar uma franca opinião e dai eu disse que o poema era bizarro mas a ideia muito boa. Sentamos na terazza do bar, o bar de sempre, o nosso bar, e contemplamos o infinito da rua estreita, os austeros edifícios modernistas, os postes soberanos, os condutores elétricos. Eu sou engenheiro elétrico. Pedimos duas claras, salgadinho de bacon e balas de hortelã. Bebemos de uma vez. Pedimos duas morenas e bebemos dum só golpe. Pedimos duas escuras e bebemos de um só gole. Dai pedimos vinho branco e amendoim. Pedimos vinho tinto e costelas. Então Satoshi apareceu na nossa mesa.

Satoshi! Quanto tempo! Senta ai! Satoshi é um amigo meu, que também é amigo de Amaury, conhece Jofre e os amigos dele (que também são nossos amigos). A profissão de Satoshi  não sei definir: ora cria slogans, ora esta dirigindo curtas; ora faz desenho industrial no computador, ora faz acompanhante de trilhas em fazendas no Pantanal. “Bico” é descrição muito curta e vaga para englobar tudo o que ele faz. Possui também conotação pejorativa e limitadora financeiramente. Satoshi não aceita certas palavras, eu acho.  Satoshi é muito mais que isso, segundo ele. Pedimos três garrafas de vinho noir e purê de mandioca.

Nossas opiniões são claramente conflitantes. Eles abusam da boa vontade alheia. Eu também abuso, mas eu sou eu, Amaury é Amaury e Satoshi é Satoshi. Para resumir em poucas palavras, posso dizer que : a) Amaury é idealista, b) Satoshi bem que gosta de uma dialética e c) eu sou um truísta (mas não truta). Nossos papéis não são todavia estáticos e nossa cuca não é estagnada, faça-me favor! Posso muitas vezes gerar conflitos lógicos, criar polêmicas lógicas e em entrar em parafusos lógicos! Satoshi sabe disso. Satoshi admira que eu contenha em mim mesmo meu eu-mesmo e o meu não-eu-mesmo.  Mas não engole as elucubrações de Amaury, e qualifica-as ébrias, excêntricas ou etéreas. Particularmente, gosto das opiniões de Amaury mais do que as de Satoshi, que considero rígidas, rugosas e rancorosas. E assim levamos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: